CENTRAL DE NOTÍCIAS

NÚMERO DE RECUPERAÇÕES JUDICIAIS BATE NOVO RECORDE ENTRE JANEIRO E OUTUBRO.
30
Nov

NÚMERO DE RECUPERAÇÕES JUDICIAIS BATE NOVO RECORDE ENTRE JANEIRO E OUTUBRO.

As micro e pequenas empresas lideraram os requerimentos de recuperação judicial nos dez meses de 2015, com 765 pedidos.

O número de recuperações judiciais requeridas entre janeiro e outubro de 2015 é 41,4% superior ao registrado no mesmo período do ano passado, revela o Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações. Foram 1.015 ocorrências contra 718 apuradas nos dez primeiros meses de 2014. O resultado é o maior para o acumulado dos dez primeiros meses do ano desde 2006, após a entrada em vigor da Nova Lei de Falências (junho/2005).

As micro e pequenas empresas lideraram os requerimentos de recuperação judicial de janeiro a outubro de 2015, com 765 pedidos, seguidas pelas médias (349) e pelas grandes empresas (369).

Na análise mês a mês, o Indicador verificou queda de requerimentos de recuperação judicial em outubro/2015, em relação a setembro/2015, uma queda de 30,61% (147 em setembro para 102 em outubro). Já na comparação entre outubro/2015 e outubro/2014 a alta foi de 17,24% de 87 para 102.

Na verificação mensal de outubro, as MPEs também ficaram na frente com 51 requerimentos, seguidas pelas grandes empresas, com 27, e as médias com 24.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o aprofundamento da recessão econômica, os custos do crédito cada vez mais elevados e a alta acumulada do dólar neste ano estão impondo dificuldades financeiras às empresas, seja pelo enfraquecimento da geração de caixa (recessão), seja pela elevação de custos (juros e dólar). Neste ambiente, a solvência empresarial fica pressionada, culminando em aumentos nos pedidos de falências e recuperações judiciais.

Falências

Nos primeiros dez meses do ano foram realizados 1.483 pedidos de falências no país, um aumento de 5,55% em relação a igual período de 2014, quando foram registrados 1.405. Do total de requerimentos de falência efetuados de janeiro outubro de 2015, 765 foram de micro e pequenas empresas (de janeiro a outubro/2014 o número foi de 716); 349 de médias empresas (em igual período do ano passado, 340) e 369 pedidos de grandes empresas (em 2014, 349).

Ainda segundo o Indicador, em outubro/2015, foram requeridas 157 falências, queda de 7,65% em relação ao mês anterior, quando ocorreram 170 solicitações. Já em relação a outubro/2014 (com 142 falências requeridas) a alta foi de 10,56%.

As micro e pequenas empresas foram responsáveis pelo maior número de pedidos de falência em outubro/2015: 74. Em seguida, as empresas grandes, com 44 solicitações, e as médias com 39.

Legenda:

Recuperação Requerida: Quando a empresa entra com o pedido de recuperação em juízo, acompanhado da documentação prevista em lei, e que será analisado pelo juiz. Neste momento, verificará se o pedido poderá ser aceito.

Recuperação Deferida: A documentação foi analisada pelo juiz e está correta e o pedido pode prosseguir para a próxima etapa, que será a apresentação do plano de recuperação, mas isso não significa que a recuperação será concedida.

Recuperação Concedida: Uma vez que passou por todos os passos e cumpridas as exigências de lei, foi acatado o pedido, quando a empresa permanecerá em recuperação judicial até que se cumpram todas as obrigações previstas no plano.

 

Fonte: Serasa Experian

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© 2015 BBZ Advocacia. Todos os direitos reservados.